Lembo não deve se pronunciar sobre os ataques

O governador Claudio Lembo não deverá se pronunciar sobre a nova onda de ataques que ocorreram na madrugada desta quarta-feira na capital e na região metropolitana do Estado, segundo a assessoria de imprensa do Palácio dos Bandeirantes. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), quem deve se pronunciar em nome do governo do Estado é o coronel Eclair Teixeira Borges, comandante geral da Polícia Militar. Segundo a SSP, o local e o horário do pronunciamento ainda não foram definidos. A SSP, até as 11h15 desta quarta, não tinha um balanço dos ataques impostos pelo crime organizado no Estado de São Paulo entre a noite de terça e a manhã desta quarta.IroniaAinda na terça-feira, 11, o governador Claudio Lembo ironizou a atuação da Força Nacional no Estado durante a inauguração do Centro de Integração da Cidadania (CIC), no bairro Vida Nova, em Campinas, a 100 quilômetros de São Paulo. Ele disse, durante o evento, que a polícia paulista é auto-suficiente e está preparada para conter a onda de violência dentro e fora dos presídios. "A Polícia Militar é mais qualificada", disse ele, um pouco irritado. "Todo mundo vem aprender com os nossos policiais aqui em São Paulo porque somos bons, somos muito bons mesmo", afirmou Lembo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.