Letras das placas dos carros serão padronizadas

As fontes das letras usadas nas placas dos carros passam a ter um padrão único a partir de hoje. Todas terão de ser do tipo "mandatory", mais fácil de serem lidas por fiscais de trânsito e por equipamentos de fiscalização. Até ontem, a fonte não era padronizada e os tipos usados por alguns Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans) permitiam confusão na identificação de letras, sobretudo D, O e P. Isso fazia com que as autoridades de trânsito tivessem de cancelar diversas autuações feitas tanto por agentes quanto por radares eletrônicos.A mudança na fonte das letras, que deveria ter entrado em vigor em agosto, foi prorrogada para que os fabricantes tivessem tempo de se adequar. A nova tipologia, segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), facilitará a identificação, pois apresenta caracteres bem definidos. Veículos novos trarão na placa a nova tipologia. Os carros que já foram registrados não precisarão substituí-la.A novas regras para as placas integram um conjunto de medidas, previstas na Resolução 231 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Uma delas padroniza o tipo de lacre de identificação da frota nacional. Com dispositivos de inviolabilidade que unem a placa à estrutura dos veículos, o novo lacre não traz aumento de custo para os motoristas, donos de veículos ou usuários de trânsito. Afetam apenas os Detrans e fabricantes de placas. O novo tipo de lacre será colocado no veículo quando o proprietário tiver de fazer reemplacamento ou mudar de cidade. Veículos novos já virão com o novo modelo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.