Levantar a bandeira da ética vale Gol

O formato do programa foi conservador, mas eficiente. A apresentação das propostas foi clara, com frases curtas para que os espectadores não se perdessem no debate.

Alexandre Gama, O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2010 | 00h00

O PPS levantou a bandeira da ética para colá-la em seu apoio a José Serra. Foi um gol se mostrar como ficha limpa. É um contraponto ao que se sabe do mensalão, da tentativa de produzir um dossiê e outros métodos que não se coadunam com o que se espera de um ficha limpa.

O posicionamento de Serra está correto. Ele sabe que o concorrente tem a bandeira da continuidade, do que está dando certo. Ao invés de negar os avanços, usa o tema "O Brasil pode mais", e se posiciona como opção. Aí entra em cena seu currículo de gestor. Para que o País possa mais, será realmente necessário um processo de gestão, de otimização.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.