Libertada filha de empresário seqüestrada em SP

Uma estudante de medicina de 22 anos, filha de um empresário paulista, seqüestrada na noite de terça-feira, na zona sul da cidade, foi libertada pela Polícia Militar na madrugada de hoje, em Vila Clara, Americanópolis, zona sul da capital.Um cão rottweiler tomava conta do cativeiro. Dois acusados do seqüestro, Celso Ricardo da Silva e Givanildo Rocha Alves, foram presos em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Eles seriam do Primeiro Comando da Capital (PCC) e fariam parte do grupo recrutado para conseguir dinheiro em assaltos e seqüestros para a facção criminosa que domina parte dos presídios.Um terceiro seqüestrador, apelidado de Nando, dono da casa que serviu como cativeiro, está sendo procurado. Ele teria ficado com a maior parte dos R$ 80 mil pagos pelo resgate. Com os presos foram apreendidos R$ 18.500.O crime de seqüestro vem crescendo na capital e Grande São Paulo. Segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública, no primeiro trimestre deste ano foram registrados 41 seqüestros. Comparando com o mesmo período do ano anterior houve aumento de 173%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.