Libertado empresário seqüestrado há 90 dias no MT

Policiais da Divisão Anti-Seqüestro (DAS) da Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso libertaram nesta sexta-feira (03) o empresário paulista Jair Ruvieri de Souza, de 40 anos, seqüestrado há três meses. Um seqüestrador, cujo nome não foi revelado, está preso. Os seqüestradores chegaram a pedir R$ 1,5 milhão à família para libertar o refém. O valor, contudo, não foi pago, afirma a polícia. O empresário é dono da rede Supermercados Big Lar, uma das maiores do Estado. O seqüestro foi o mais longo da história de Mato Grosso. O empresário foi encontrado numa casa do bairro Novo Horizonte, em Várzea Grande, dentro de uma construção onde só cabia um colchão e não havia espaço para ele se movimentar, a não ser ficar sentado ou deitado. O cômodo mais parecia uma jaula com uma pequena janela onde só é possível entrar agachado. O empresário, que ficou no cativeiro por 90 dias, foi levado por policiais para um hospital de Cuiabá no final da tarde.O secretário de Justiça e Segurança Pública, Celso Wilson de Oliveira, informou que a operação foi comandada pelo delegado da DAS, Luciano Ignácio. ?Ainda há muito trabalho a ser feito e tudo deve acontecer sob sigilo para não atrapalhar o trabalho?, disse o secretário.Jair Ruvieri foi seqüestrado no dia 3 de outubro do ano passado, em frente à casa da namorada dele, no bairro Nova Várzea Grande, em Várzea Grande. Durante os três meses de cativeiro, ele não pôde se comunicar com ninguém. Recebia comida por uma pequena grade, que permanecia trancada o tempo todo. Jair teria se alimentado principalmente de verduras durante esses três meses.No cativeiro, os policiais da Divisão Anti-Seqüestro apreenderam dois revólveres calibre 38. Mas, segundo a polícia, a quadrilha é bem maior e há participação de integrantes de outros Estados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.