Libertado grupo mantido em regime de escravidão no PA

Auditores do Ministério do Trabalho libertaram 40 pessoas que viviam como escravas numa fazenda em São Félix do Xingu, no sul do Pará. Entre os trabalhadores havia um adolescente e uma pessoa doente. O grupo foi levado para a cidade de Vila Rica, no Mato Grosso, para receber o pagamento das indenizações trabalhistas previstas em lei. Segundo a Globo News, o proprietário da fazenda, Eli Júnior Pereira, foi obrigado a pagar R$ 120 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.