Líder de tráfico de drogas morre na zona sul de SP

Um tiroteio, na noite de ontem, no interior da Favela Heliópolis, umas das maiores da América Latina, localizada na zona sul da capital, paulista, terminou com a morte de duas pessoas, entre elas Erisosto Vicente Supriano, de 31 anos, conhecido como "Negão", líder de todo o tráfico de drogas da região, segundo a Polícia Militar. Por volta das 22h, ?Negão? e outras três pessoas foram surpreendidos por um grupo de homens fortemente armados no ponto central da favela. Além do traficante, morreu no local o comerciante Francisco Clóvis Mesquita de Souza, de 30 anos. Outro comerciante, José da Silva Neto, de 40 anos, e o estudante Dionísio Barbosa da Silva, de 17, foram atingidos nas pernas e braços, e passam bem no pronto-socorro Heliópolis.Com a morte de ?Negão?, a polícia acredita que comece uma nova onda de homicídios e chacinas no interior da favela, todos motivados por brigas e vingança entre os grupos rivais de traficantes dentro da Heliópolis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.