Líder do tráfico em morro do Rio escapa de presídio

Conhecido como "Sapinho", o criminoso Leonardo Marques da Silva, acusado de comandar o tráfico de drogas em um morro no centro do Rio, está novamente solto pelas ruas da capital fluminense. Os agentes penitenciários Júlio César dos Santos e Marco Aurélio Alencar foram indiciados por facilitação de fuga. "Sapinho" fugiu do presídio Vieira Ferreira Neto, que tem 359 detentos em regime semi-aberto e 186 em regime fechado. Lá, 6 homens fazem a vigilância.Segundo a versão de Júlio César e Marco Aurélio, um homem disfarçado de policial militar se aproximou da entrada principal e pediu um lanche a um deles. Ao abrir a porta da cadeia, o agente foi rendido. Minutos depois, um segundo bandido, rendeu o outro agente. O passo seguinte foi libertar o traficante, que estava em uma galeria. Os agentes ainda disseram que que foram algemados e amordaçados. A polícia não acreditou nesta história.Sapinho foi condenado há 14 anos de prisão ecumpria pena no presídio de segurança máxima Bangu até o ano passado. As informações são da TV Globo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.