Líder do tráfico no Morro do Dendê é morto pela polícia

Apontado como líder do tráfico de drogas no Morro do Dendê, na Ilha do Governador (zona norte), o traficante Edson Francisco Alves, o Bizulai, de 34 anos, morreu hoje, durante uma troca de tiros com a Polícia Militar, que fazia uma operação na favela. Ele foi atingido com um tiro no abdômen e chegou morto ao hospital Paulino Werneck, no mesmo bairro. Para evitar manifestações de moradores, o policiamento foi reforçado na região. Mesmo assim, parte do comércio fechou as portas. ?Ele era o líder da quadrilha (que domina o tráfico) e tinha uma política assistencialista. Mas a situação está tranqüila, não vai Ter nada. Quem está no controle é a polícia?, garantiu o delegado José Pedro Costa da Silva, da delegacia da Ilha do Governador.Apesar disso, ele admitiu que comerciantes deixaram de trabalhar. ?Virou tradição esse tipo de homenagem, mas poucas lojas aderiram.? Desde o ano passado, a Ilha do Governador é palco de conflitos entre traficantes. A guerra por pontos de venda de drogas foi acirrada no dia 29 de outubro, quando Bizulai comandou uma invasão ao Morro do Dendê que resultou na morte de doze pessoas. Na época, a polícia informou que todos eram traficantes. Claudecy de Oliveira, o Noquinha, era o chefe do tráfico local e acabou expulso pelo bando de Bizulai. Em represália, Noquinha liderou novo ataque ao Dendê em dezembro do mesmo ano. Oito traficantes morreram e outras oito pessoas ficaram feridas.Noquinha foi preso em fevereiro de 2004, logo após ser apontado como o mandante da emboscada contra um microônibus da PM, que foi metralhado na Avenida Brasil. Três policiais morreram e dez ficaram feridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.