Líderes de rebelião são transferidos de presídio em Recife

Sete detentos apontados como líderes da rebelião de domingo, 11, no Centro de Triagem (Cotel), no município metropolitano de Abreu e Lima, na Grande Recife, foram transferidos de prisão nesta segunda-feira, 12. Quatro pessoas ficaram feridas durante a rebelião, mas ninguém corria risco de morte.O motim começou no Pavilhão B, por volta das 16h30 de domingo, logo depois de encerradas as visitas, quando sete pessoas - cinco visitantes e dois presos - foram feitos reféns. Todos foram liberados ilesos no final das negociações com o governo estadual. A rebelião terminou por volta das 23h30.Os detentos denunciaram maus tratos e extorsão. Eles afirmaram que os chaveiros - detentos responsáveis por chaves de algumas salas - exigiam pagamento para ver televisão, uso de ventilador e para receber visitas íntimas.A Secretaria de Defesa Social vai abrir sindicância para apurar as denúncias. Também nesta segunda, o Cotel passou a ter um outro diretor. A mudança já estava prevista antes da rebelião, a primeira registrada na unidade, que possui capacidade para abrigar 400 pessoas e está superlotada, com 830 detentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.