Língua solta

Tutty Vasques escreve todos os dias no portal Estadao.com.br, de terça a sábado neste caderno e aos domingos no caderno Aliás

Tutty Vasques, O Estadao de S.Paulo

19 de dezembro de 2008 | 00h00

A informação ainda não está confirmada, mas parece que a senhora que fazia a tradução simultânea de Lula na cúpula da Bahia pulou a palavra "chulé" na parte da conversa em que o presidente pediu aos jornalistas que não tirassem os sapatos. Tecnicamente, considerou a pronúncia "inaudível", termo genérico usado para situações em que as intérpretes não entendem ou não sabem como traduzir o palavreado do homem.Aconteceu dia desses com "sifu", cuja grafia foi omitida da fala de Lula porque a funcionária pública responsável pela transcrição não fazia a menor idéia do que é isso. Com "chulé" foi diferente: a tradutora não conseguiu, no caso, achar palavra correspondente em espanhol, nem lhe ocorreu dizer "mal olor de los pies". Não exprimiu, enfim, a verve zorra total do presidente brasileiro - daí a cara de bobo dos colegas cucarachos a seu redor."Pas grave!" - diria Nicolas Sarkozy, que, aliás, chega semana que vem para uma série de conversas e pronunciamentos conjuntos com o colega brasileiro. Imagina o estado de nervos das tradutoras de plantão na semana do Natal, tadinhas! COM DOIS EFES Os brasileiros que caíram no megagolpe da pirâmide financeira de Bernard Madoff não leram, decerto, seu sobrenome de trás pra frente no contrato. Se...MONOGLOTISMO"Chulé" é como "saudade": só existe na língua portuguesa. Pelo menos nos dicionários, não se encontra palavra correspondente em espanhol, inglês ou francês.A que ponto chegamos!A revista científica britânica Nature elegeu como Personalidade Científica do Ano o diretor daquele projeto do acelerador de partículas, a máquina enguiçada do Big Bang. É a cara de 2008, né não?Era só o que faltavaPela primeira vez em 18 anos, Xuxa e Silvio Santos vão se encontrar no camarote de ano-novo da Disney, em Orlando. Isso quer dizer o seguinte: se o Pateta não for à festa, ninguém vai reparar.Febre popComo se não bastasse a dengue, Rio e São Paulo vivem o risco de outra epidemia: a gripe Madonna, disseminada pela turma que passou dias e noites sob chuva em torno do Maracanã e do Morumbi.Qualquer paralelepípedo...Simpatizantes da luta estudantil na Grécia organizam campanha humanitária de ajuda ao movimento jovem no berço da civilização ocidental. Está faltando tudo em Atenas: pau, pedra, gasolina, toucas ninjas, garrafas para coquetel molotov...Jogo de cinturaEstá explicado como George Bush conseguiu se esquivar das sapatadas certeiras na coletiva de Bagdá: o presidente era craque em queimado na escola.E olhe lá!O réveillon de Ipanema foi cancelado. Isso quer dizer o seguinte: lugar de pobre fazer bagunça na orla do Rio é Copacabana. Por enquanto!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.