Linhas de ônibus do Rio terão câmeras

A partir de junho as empresas terão que instalar câmeras de vídeo e aparelhos GPS (Global Positioning System), capazes de localizar o veículo por satélite, nos ônibus que circulam no Rio de Janeiro. O objetivo é aumentar a segurança dos passageiros, que sofrem com os constantes assaltos, permitir às empresas de ônibus acompanhar o itinerário dos veículos e facilitar a identificação dos bandidos. As linhas com maior índice de assalto serão as primeiras a receberem os novos equipamentos.De acordo com o secretário municipal de Transportes, Luiz Paulo Corrêa da Rocha, serão três câmeras de vídeo em cada ônibus, na frente, no meio e atrás, para que todo o veículo seja filmado. Relatório da Federação das Empresas de Transporte Rodoviário (Fetranspor) entregue ao secretário na semana passada indica que há 40 ruas e avenidas do Rio em que os roubos ocorrem com maior freqüência.Rocha acredita que os bandidos não terão como roubar as câmeras, porque "elas são muito pequenas e ficarão escondidas". "Os usuários se sentirão mais seguros e o sistema rodoviário vai melhorar." Pelo sistema GPS as empresas poderão localizar seus ônibus com facilidade. "Saberemos se as rotas estão sendo cumpridas e em que velocidade. Em caso de assalto, o coletivo será encontrado em pouco tempo pela polícia", afirmou o secretário.A minuta de decreto que obriga as empresas a instalarem câmeras e aparelhos de GPS estará pronta até o início de junho, segundo Rocha, e será submetida ao prefeito César Maia. Só então serão estabelecidos os prazos para que as empresas cumpram a determinação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.