Litoral terá 30% dos bafômetros no feriado

No primeiro carnaval depois de a lei seca ter entrado em vigor, a Polícia Rodoviária Estadual promete ser rigorosa na fiscalização aos motoristas que dirigirem embriagados, mesmo com um número reduzido de bafômetros à disposição. O efetivo de 4 mil policiais terá 82 equipamentos para atuar em 24 mil quilômetros de rodovias paulistas. As estradas que dão acesso ao litoral paulista concentram 30% desses aparelhos. "Deslocamos a maior parte dos etilômetros para essa região por ser a mais movimentada nessa época", explicou o tenente André Nogueira. O motorista que for flagrado dirigindo sob efeito de álcool será penalizado com multa de R$ 957,70, retenção do veículo e suspensão do direito de dirigir por 12 meses, além de responder criminalmente, com pena de detenção de seis meses a três anos. A Operação Carnaval começa ao meio-dia da sexta-feira e vai até o dia 25 de fevereiro. Nesse período, os policiais vão trabalhar em regime especial, com redução de folgas e férias. À noite, o efetivo será reforçado em 80%. Por conta do movimento nas rodovias, a Polícia Rodoviária orienta os motoristas a evitar pegar estradas em alguns horários, como entre as 14h e a meia-noite de sexta e entre as 7h e as 15h de sábado. Segundo a Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), 1,2 milhão de veículos devem deixar a capital paulista em direção ao litoral e ao interior do Estado no carnaval. PRAIAS Os turistas forem para o litoral paulista vão encontrar as praias em boas condições. O último boletim da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) - divulgado ontem e que vale para todo o feriado - mostra que somente 34 das 155 praias estão impróprias para banho, ou seja, 22% delas. O litoral norte concentra a maior parte das praias impróprias. São 20 casos nessa região e 14 no litoral sul e na Baixada. Os turistas também devem encontrar tempo bom. De acordo com a Climatempo, a previsão é que o sábado e o domingo sejam de sol forte e calor, com possibilidade de pancadas de chuva nos fins de tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.