Lixeiros decidem entrar em greve a partir de segunda-feira

Os trabalhadores da limpeza urbana da capital paulista decidiram, em assembléia realizada na noite desta quinta-feira, 22, que vão iniciar uma greve a partir de segunda-feira, 26. A categoria - que tem 15 mil trabalhadores, entre garis, lixeiros e motoristas - reivindica reajuste salarial de 12%. As empresas dizem que não podem conceder o aumento.O presidente do sindicato dos trabalhadores, Moacyr Pereira, diz que defendeu a proposta de greve da categoria em razão da ?provocação patronal em interromper unilateralmente as negociações, sem apresentação de qualquer proposta de reajuste salarial, nem sequer a reposição da inflação.?Pereira adiantou que tomará todas as providências no sentido de manter a normalidade na coleta de lixo nos hospitais, farmácias e postos de saúde. Na quarta-feira, 21, em operação-padrão, os empregados já não fizeram horas extras e o lixo já se acumulava nas calçadas de alguns bairros da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.