Lixo disfarçado de material reciclável é apreendido no Porto de Itajaí (SC)

Material mal cheiroso veio da Espanha e passou por vários portos antes de entrar no Brasil; empresa gaúcha foi a responsável pela importação

estadão.com.br,

03 Setembro 2011 | 01h17

SÃO PAULO - Cerca de 60 toneladas de lixo, vindas da Espanha e distribuída em seis contêineres, entraram disfarçadamente no território brasileiro, nesta sexta-feira, 2, pelo Porto de Itajaí, em Santa Catarina.

 

Segundo a Receita Federal, que apreendeu o material e irá devolvê-lo para a Espanha, país de origem, nos documentos que chegaram à alfândega, consta que a carga é formada aparas de plástico - material reciclável.

 

Uma empresa uruguaia e uma gaúcha, de Farroupilha (RS), foram as responsáveis pela exportação e importação do lixo respectivamente. A empresa brasileira será multada. No meio do material mau cheiroso, foi encontrado o nome de uma empresa de reciclagem espanhola.

 

O lixo saiu de Valência, na Espanha, em 23 de julho, e passou também pelos portos de Livorno, Vado Ligure, Lisboa, Gênova, Barcelona, Rio de Janeiro, Santos, Buenos Aires e Montevidéu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.