Lobista nega que lei estimulará jogatina no País

A bancada do jogo tem representantes de todos os Estados, mas é mais forte no Nordeste. O coordenador do lobby é o ex-deputado federal Inaldo Leitão (PR-PB), atual secretário estadual de Articulação Governamental da Paraíba. Ele diz que não vê risco de a lei, se aprovada, estimular a jogatina. "O que estamos defendendo é o funcionamento das loterias estaduais oficiais. Isso exclui outras atividades, como cassinos, bingos e máquinas caça-níqueis, que não entram na nossa avaliação neste momento."

O Estadao de S.Paulo

03 Outubro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.