Locais acessíveis da cidade ganharão selo

A Secretaria Especial da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida da Prefeitura oferece a engenheiros e arquitetos livro e programa de computador para quem quer construir atendendo às regras de acessibilidade. Em junho, a secretaria vai criar o selo de acessibilidade. Shoppings, casas de espetáculo, cartórios, bancos, comércios, restaurantes, todos que construírem com padrões mínimos de acesso ganham a certificação. "Em dez anos, a pessoa com deficiência em São Paulo terá condição equiparada à dos melhores exemplos do mundo", promete o secretário municipal Renato Corrêa Baena.Mas a menina dos olhos da atual gestão são as novas calçadas, que têm orçamento superior a R$ 100 milhões. O plano prevê construir caminhos de acessibilidade, que ligaria núcleos espalhados pelas 31 subprefeituras da cidade. O projeto do calçamento levou um ano para ser criado, mas permitiu à Prefeitura criar um know-how.

Eduardo Nunomura, O Estadao de S.Paulo

24 de março de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.