Loja indenizará clientes por abordagem dos seguranças

Rede de lojas Marisa terá que pagar R$ 12 mil a clientes abordados quando alarme de loja apitou

Central de Notícias,

16 Julho 2009 | 15h03

A rede de lojas Marisa foi condenada a pagar indenização por danos morais no valor de R$ 12 mil a clientes que se sentiram constrangidos pela forma como foram abordados pelos seguranças do estabelecimento devido ao disparo do alarme de segurança. A decisão é do desembargador Jorge Luiz Habib, da 18ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Aparecida dos Santos Ribeiro, Cristiano de Mesquita Gomes e Vitor de Jesus contam que, ao saírem do estabelecimento, o alarme apitou e eles foram abordados pelos seguranças da loja como se tivessem cometido algum furto.

 

No entanto, depois de verificarem as mercadorias compradas pelos autores, os prepostos da ré constataram a existência de um alarme antifurto em uma das roupas que estava relacionada na nota fiscal. Cada um receberá R$ 4 mil.

Em sua decisão, o desembargador ressaltou que "o dano ocorreu, mas não por causa do disparo do alarme em si, mas pela forma com que os prepostos da apelante agiram, que causou embaraço e vexame perante as pessoas que ali estavam".

Mais conteúdo sobre:
indenizaçãoLojas Marisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.