Luana, atacada por pitbull, ainda está em coma

A estudante do terceiro ano de uma escola de Jundiaí, Luana da Silva Oliveira, de 8 anos, está em coma no Hospital Universitário depois de ter sido mordida no pescoço pelo pitbull de um vizinho na última quarta-feira. O cachorro escapou da casa do vendedor Jamil Martins Alves da Silva, de 25 anos, e atacou a criança. A menina sofreu várias paradas cardíacas, uma delas de 8 minutos. Os médicos do hospital informam que tão logo Luana saia do coma, ela passará por uma tomografia no Hospital São Vicente de Paula, a fim de verificar as seqüelas causadas. O delegado Wilson Ricardo Pituba Peres denunciou Jamil à Justiça por omissão na guarda de animal, que dá pena de até 2 meses de serviços à comunidade ou cestas básicas. Atendendo ao pedido dos moradores do Jardim Carlos Gomes, onde ocorreu o ataque, Jamil retirou o pitbull de casa e também não tem mais ficado no bairro. Nenhum vizinho sabe para onde o animal foi levado. O delegado Seccional de Jundiaí, Orlando Raul Pavan, disse que "os pitbulls deveriam ser eliminados da face da terra". Luana vem sendo mantida por meio de medicamentos e aparelhos. Sua pressão e batimentos têm sido baixos, de acordo com os médicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.