Luiza Brunet é o destaque no desfile da Imperatriz

A Imperatriz Leopoldinense misturou seus tradicionais verde e branco ao vermelho para contar a importância do pau-brasil para oPaís. A escola passou pela Marquês de Sapucaí com carros alegóricos, fantasias e alegorias luxuosas e bem acabadas. O destaque maior foi a madrinha da bateria, Luiza Brunet, que hipnotizou o público com sua beleza e graça. Luiza prometeu continuar no posto por ?uns dois ou três anos?.A cidade de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, foi incluída noenredo da escola de Ramos por ter sido o primeiro entreposto para ocomércio da árvore, da qual se extrai o poderoso corante de corvermelha. A prefeitura, claro, contribuiu para o rico carnaval daescola, que retribuiu com um agradecimento no início da apresentação, a terceira da noite. Como de costume, a carnavalesca Rosa Magalhães caprichou nos suntuosos carros, muitos dotados de efeitos especiais. Eles retrataram o Oriente, o fogo, a bruxaria. A bem coreografada comissão de frente, com componentes vestidos de bruxos, mereceu aplausos dos espectadores.A ovação foi dedicada somente a Luiza Brunet. Aos 41 anos - 24 decarnaval - e em plena forma, ela negou que vá abandonar o posto este ano. Luiza foi acompanhada durante todo a avenida pelo marido,Armando Fernandez, que não desgrudava os olhos da mulher. Assim como todos os presentes.Leia abaixo a cobertura dos desfiles no Rio de Janeiro 2º DIA   Chuva e incidentes prejudicam desfile da Porto da Pedra    Tradição não empolga com samba antigo  1º DIA   Última a desfilar, Portela arranca gritos de "É campeã!"    Mangueira contra a trajetória do ouro de Minas até o Rio    Grande Rio entra na avenida com carros alegóricos censurados    História e tecnologia marcam o desfile da Salgueiro    Unidos da Tijuca festeja a criatividade dos cientistas    Caprichosos homenageia Xuxa, mas não empolga    São Clemente abre desfile com críticas políticas e sociais 

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.