Lula apóia Marta e critica empresários de ônibus

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, saiu em defesa da prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), no confronto entre ela e os empresários de ônibus e que provoca o segundo dia consecutivo de greve do setor na capital. "Ainda hoje pela manhã, eu vi a Marta na televisão fazendo uma boa briga com os empresários de ônibus. Eu quero aproveitar, de público, para dizer: companheira Marta, não ceda, porque determinados empresários do setor de transporte coletivo precisam aprender a tratar o poder público com respeito e, sobretudo, o usuário", afirmou. "Não é possível que as pessoas não respeitem aqueles que pagam a passagem", complementou. Lula participa da abertura da XI Feira da Indústria da Construção (Feicon), no Centro de Exposições do Anhembi, em São Paulo. Ele está acompanhado de Marta e do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e dos ministros Luiz Furlan (Desenvolvimento) e Olívio Dutra (Cidades). Após esse evento, o presidente participará da celebração de um convênio com a prefeitura da capital para a concessão de subsídio habitacional para moradias populares em evento no Memorial da América Latina.

Agencia Estado,

08 de abril de 2003 | 12h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.