Lula autoriza e Exército assume policiamento no Piauí

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva autorizou nesta sexta-feira quetropas do Exército saiam para as ruas no estado do Piauí, onde a maiorparte da Polícia Civil está em greve há dois dias e parte da PolíciaMilitar decidiu paralisar suas atividades. Há dias os governos federale estadual estudavam a possibilidade de os militares do Exércitoajudarem na garantia da lei e da ordem, caso o movimento se estendesse.O pedido de atuação do Exército foi apresentado na tarde desta sesxta-feira pelogovernador Wellington Dias, que já havia conversado com o presidente Lula naquarta-feira, quando esteve em Brasília e imediatamente aceito.De acordo com nota oficial distribuída à noite, com o pedidooficializado, "o presidente Lula instruiu o Ministério da Defesa aativar, de imediato, os órgãos operacionais das Forças Armadas para agarantia da lei e da ordem no Piauí, em virtude da paralisação parcialdas forças policiais no Estado". Ainda segundo a nota, "estainiciativa, com o objetivo de preservar a segurança da população", foitomada com base na legislação em vigor. Não há previsão ainda de quanto tempo o Exército ficará nas ruas doPiauí. A nota estabelece que "as Forças Armadas deverão ser empregadaspelo prazo necessário para a superação da atual situação daquelaUnidade da Federação".Nos últimos dias, tropas federais foram deslocadas para Minas Gerais pelo mesmo motivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.