Lula chega ao Alvorada e conversa com militantes

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a primeira-dama, Marisa Letícia, chegaram, por volta das 12h30 ao Palácio da Alvorada. Depois que o carro do presidente cruzou o portão do Alvorada, Lula e Marisa desceram e começaram a cumprimentar um grupo de 50 militantes do PT que estavam do lado de fora da cerca e gritavam rimas contra a Rede Globo. Depois, voltando-se para seguranças do presidente, alguns militantes gritavam: "Tira a imprensa, tira a imprensa!" e "Se falar de dossiê, vai apanhar!". Atendendo a um pedido de jornalistas, que também estavam do lado de fora, o presidente comentou sua reeleição. "A virada em Brasília foi muito importante", disse Lula, que no primeiro turno perdeu a disputa no Distrito Federal para o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin. "Hoje, estou convencido de que o segundo turno foi uma dádiva de Deus. Teve gente que achou que o segundo turno ia facilitar a vida deles, mas facilitou a nossa vida. A militância, definitivamente, ocupou as ruas desse país", afirmou.Lula comentou a eleição de Eduardo Campos (PSB) para o governo de Pernambuco e a "vitória estupenda" da petista Ana Júlia Carepa na disputa pelo governo do Pará. O presidente, então, fez gesto aos militantes pedindo silêncio e continuou: "Nós, que dissemos ´deixa o homem trabalhar´, agora vamos dizer ´deixa o homem descansar´". A uma pergunta se tiraria férias, Lula respondeu que não, mas reafirmou que precisa "descansar um pouco". Depois, informou que nesta semana participará de um ato em seu comitê de campanha, em Brasília, para agradecer o apoio da militância da capital federal e disse que daria ainda quatro entrevistas para emissoras de televisão no dia de hoje. A uma pergunta se esperava a manifestação de hoje após a reeleição, Lula respondeu: "Esperava."O presidente havia sido recebido pela manhã, quando chegou à Base Aérea de Brasília, pela banda da Aeronáutica que tocou, quando ele desceu do avião, o tema das vitórias de Ayrton Senna na Fórmula 1 e a Aquarela do Brasil, de Ary Barroso.CarreataAssim que Lula terminou de conversar com os militantes petistas e com jornalistas, chegaram ao Palácio do Planalto outros 300 manifestantes que haviam participado de uma carreata que fizera o trajeto da Base Aérea de Brasília até lá. Eram dezenas de veículos que tentavam acompanhar a comitiva do presidente, mas se atrasaram e chegaram ao Planalto quando Lula já havia se deslocado para a residência oficial.A carreata percorreu todo o Eixo Rodoviário Sul de Brasília - o chamado Eixão Sul - e entrou pelo Eixo Monumental em direção ao Alvorada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.