Lula dá a presidência e três diretorias dos Correios ao PMDB

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva nomeou hoje, na cota do PMDB governista, o presidente e três diretores para os Correios. No primeiro dia oficial de campanha, o presidente se reúne na noite de hoje com o partido na Granja do Torto já de olho numa coalizão para o segundo mandato. O loteamento de cargos para os aliados no projeto da reeleição veio um ano depois de o governo ter demitido toda a diretoria da empresa, após estourar o episódio da cobrança de propina pelo ex-chefe do Departamento de Contratação e Administração de Material dos Correios Maurício Marinho, que desencadeou o escândalo do mensalão. O PMDB também vai indicar o presidente para a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o nome mais cotado é do engenheiro César Rômulo Silveira Neto.A nova diretoria vai administrar uma das maiores empresas estatais do País, que, só no ano passado, teve faturamento de R$ 8,6 bilhões e um lucro líquido de R$ 393 milhões. O novo presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) é Carlos Henrique Almeida Custódio, que vinha ocupando a diretoria de Crédito da Caixa Econômica Federal (CEF). A antiga diretoria demitida no escândalo do mensalão também havia sido indicada pelo PMDB e pelo PTB, do deputado cassado Roberto Jefferson. Desde 9 de junho do ano passado, os Correios vinham sendo dirigidos interinamente por técnicos de carreira da empresa, como o ex-presidente Jânio Pohen. Ainda não foram divulgados os nomes para as outras três diretorias da instituição e até ontem não havia saído a exoneração da diretoria interina. O salário do presidente dos Correios é de cerca de R$ 20 mil e dos diretores de R$ 18 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.