Lula discursa no velório de D. Luciano Mendes

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez discurso no velório do arcebispo de Mariana (MG), Dom Luciano Mendes de Almeida, na manhã desta quarta-feira. Lula contou que chegou a conversar com o arcebispo quando ele já estava com a voz fragilizada e que D. Luciano lhe disse: "vá em frente e não se esqueça dos pobres deste país".Lula ficou cerca de 25 minutos na Igreja do Carmo, onde o corpo do arcebispo estava sendo velado. Foi aplaudido quando foi anunciada a sua presença à cerimônia fúnebre. No discurso, Lula disse que somente quem viveu no final dos anos 70, quando D. Luciano foi presidente da CNBB, pôde conhecer de perto a grandeza do arcebispo e do homem que era. "Não conheço um brasileiro que tenha lutado pela defesa dos direitos humanos e pela democracia tanto quanto ele".Segundo Lula, o país, a Igreja e o povo pobre perdem com a morte do arcebispo. "A igreja tem milhões de D. Lucianos e por mais que todos sejam iguais, dom Luciano foi escolhido por Deus para ser o melhor, o mais humano e o mais solidário", afirmou o presidente, acrescentando que agora, com a ausência do arcebispo, pesa sobre todos mais responsabilidade na defesa dos necessitados.Lula chegou acompanhado de dona Marisa Letícia, dos ministros das Comunicações, Hélio Costa; do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias; e do Turismo, Walfrido Mares Guia e do prefeito de Belo Horizonte, o petista Fernando Pimentel.Agora, o corpo de D. Luciano está sendo levado em cortejo para a Catedral de Mariana, onde será sepultado.Aécio fala de segundo turnoO governador de Minas Gerais, Aécio Neves, disse nesta quarta-feira, ao chegar ao velório do arcebispo, que ainda há tempo para que o PSDB chegue ao segundo turno das eleições à Presidência da República. "Vamos trabalhar com toda disposição. Se chegarmos ao segundo turno aí é outra eleição", disse Aécio, durante o velório do arcebispo de Mariana, D. Luciano Mendes de Almeida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.