Lula diz ao chegar ao SBT que jogo está "zero a a zero"

Apesar de ostentar uma ampla vantagem sobre o rival tucano Geraldo Alckmin, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira, ao chegar ao SBT para o debate entre ambos, que acredita que o jogo está "em zero a zero". Evitando dar como certa a vitória na eleição presidencial, Lula disse que este é o momento de trabalhar e apontou que ainda há muito a fazer até o próximo dia 29."Para mim está zero a zero. O jogo está começando. Ainda tenho um debate, mais outro debate, e mais uma semana de campanha. Vamos trabalhar. O importante é que a gente trabalhe. Faltam poucos dias", disse Lula que chegou à sede da emissora, em São Paulo, acompanhado da primeira dama Marisa Letícia. Ele disse ainda que, quando a eleição terminar, tanto ele quanto Alckmin precisarão "descansar pelo menos uma hora".Em relação à expectativa para o evento desta noite, Lula respondeu sorridente que espera "que seja um debate". Acrescentou que espera poder apresentar suas propostas à população brasileira e esclarecer os principais pontos de seu programa para o eleitorado.Ao chegar à sede do SBT, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparentava mais tranqüilidade do que na chegada ao debate da TV Bandeirantes, dias atrás. Na conversa com os jornalistas, chegou a brincar, dizendo que ele e seu opositor vão descansar "uma hora" após o fim da campanha.PlatéiaEstão presentes na emissora diversos ministros e lideranças do PT, entre os quais Tarso Genro, das Relações Institucionais; Dilma Roussef, da Casa Civil; e Luis Dulci da Secretaria Geral da Presidência, além do coordenador da campanha e presidente em exercício do PT, Marco Aurélio Garcia, e dos senadores Aloizio Mercadante e Eduardo Suplicy.O SBT tomou cuidados para evitar atritos entre as torcidas. O espaço da platéia no estúdio reservado para o debate foi rigorosamente dividido. Cada candidato tinha direito a 27 cadeiras para seus convidados. os debatedores também contavam com cinco cadeiras para os assessores diretos, que ficaram mais próximos deles. Para os convidados que não tinham convite especial para o estúdio, a emissora reservou duas grandes salas: uma para petistas e outra para tucanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.