Lula diz que ´Brasil está cada vez mais unido´

O presidente e candidato à reeleição pelo PT, Luiz Inácio Lula da Silva, disse em pronunciamento com 5 minutos de duração, que este segundo turno da eleição prova que "o Brasil está mais unido do que em qualquer outro momento da história". Segundo o presidente, se ele for reeleito, será a materialização do processo de unidade nacional. "Se eu ganhar, quem ganhou foi a integração do Mercosul, da América do Sul e o povo brasileiro, porque consolidou, de uma vez por todas, a idéia de que o Brasil é indivisível", disse, após votar na Escola Estadual Doutor João Firmino Correia de Araújo, na 296ª zona eleitoral de São Bernardo do Campo, no ABC paulista.Ele estava acompanhado do ministro do Trabalho, Luiz Marinho, do senador Eduardo Suplicy (PT-SP), e do coordenador de campanha da reeleição e presidente interino do PT, Marco Aurélio Garcia, além da primeira-dama Marisa Letícia. Antes de falar, o presidente teve de subir em um caixote para que todos os cinegrafistas filmassem a cena.Lula ficou cerca de 15 minutos ainda dentro do colégio e, depois, na rua, cumprimentando eleitores. No pronunciamento, o presidente afirmou que a democracia brasileira vive hoje um "momento mágico", porque, assim como os demais países da América do Sul e da América Latina, o Brasil aprendeu que nos últimos 20 anos, embora a democracia tenha problemas, "nada é mais importante do que o regime democrático"."Quero agradecer a Deus pelo fato de ter acontecido o segundo turno. Acredito que foi o momento de magia em que o povo se levantou, que resolveu dizer ´estou aqui e quero participar deste processo´. Permitiu que as pessoas fossem para a rua, porque o primeiro turno foi um pouco morno", opinou.Para Lula, o segundo turno também mostrou que a população queria exigir mais dos dois candidatos. "O Brasil tem tudo para ser um País muito melhor, mais produtivo e mais generoso para o seu povo", disse.Decidido o resultado das urnas, Lula entende que será o momento de governo e oposição entenderem que a prioridade nos próximos quatro anos será a de expandir os investimentos em educação. "O Brasil viverá um momento de crescimento econômico, distribuição de renda, em que deveremos privilegiar, governo e oposição, a educação como pilar principal para o Brasil dar o salto de qualidade que precisa dar, num mundo econômico e dos negócios", opinou.Por fim, o presidente agradeceu a cobertura da imprensa nas eleições deste ano, dizendo que a atuação foi fundamental para a consolidação do processo democrático, mesmo se, em alguns momentos, os noticiários não mostravam exatamente o que ele gostaria de ver.Lula deixou o local de votação e seguiu para a residência dele em São Bernardo do Campo. Ainda neste domingo, por volta das 20 horas, deverá acontecer uma entrevista coletiva do presidente no Hotel Intercontinental, em São Paulo. A assessoria de Lula não informou o horário que ele deverá deixar São Bernardo do Campo para seguir para o hotel na capital paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.