Lula diz que "educação paulista não é tão boa quando parece"

No último bloco do debate da TV Bandeirantes, o candidato à Presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin, foi perguntado sobre sua proposta para a educação. O tucano então criticou a atuação do governo federal nas escolas paulistas. "Lula tratou as escolas técnicas de São Paulo de forma mesquinha", disse.O candidato do PSDB lembrou da demora de três anos do governo para aprovar a legislação para educação básica. "Tem maioria pra absolver mensaleiro, mas não, para aprovar o Fundeb", acusou.Já o candidato à reeleição Luiz Inácio Lula da Silva destacou a baixa participação dos alunos paulistas do Enem: "Foi por medo de mostrar que o ensino aqui não é tão bom quanto vocês pensam". Lula disse que em São Paulo ainda há alunos estudando no horário, em "escolas de lata". "O governo federal aumentou o tempo de permanência das pessoas na escola. Nas universidades, tivemos o maior índice de aprovação da história do Brasil", defendeu Lula, pedindo para que Alckmin ficasse calmo e não se irritasse com as perguntas.O tucano reforçou que Lula tirou dinheiro da educação dos estados e centralizou em Brasília. Sobre seu ânimo, respondeu: "Não estou bravo. Sou como Santo Agostinho, que diz ´prefiro os que me criticam porque me corrigem, aos que me adulam porque me corrompem´".

Agencia Estado,

08 de outubro de 2006 | 23h21

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõeseleições 2006

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.