Lula diz que tucanos agem como predadores

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva elegeu de vez o PSDB como seu grande inimigo na luta pela reeleição. Em comício misto do PT com o PMDB, neste domingo, em Belém, para um público avaliado em 10 mil pessoas pelos próprios petistas, Lula disse que os tucanos são "predadores", lhe entregaram o País quebrado, em 2003, e que, se depender dele, cedo não voltarão ao poder.Lula disse ainda que o PSDB fica "louco" toda vez que ele mostra que seus quatro anos de mandato são muito melhores que os oito de Fernando Henrique Cardoso. "Meu governo criou 11 vezes mais empregos do que o do Fernando Henrique", disse. Lula afirmou também que seus adversários não conseguem entender por que ele tem o voto dos pobres que, nas eleições de 1989, 1994 e 1998 votaram contra ele, por medo. "Diziam que iria tomar a casa do pobre, até a igreja. Tanto falaram que conseguiram criar o medo do Lula".Tucano, um "predador"O candidato à reeleição disse que os tucanos são bonitos, têm o bico grande e uma plumagem maravilhosa. Mas isso é só uma casca. "Lá na Granja do Torto, onde eu moro, tem um pequeno parque. De vez em quando um pequeno grupo de tucanos sai do Parque Nacional (o grande parque que fica ao lado de Brasília) e pára na Granja do Torto. Sabe para quê?", perguntou. "Eles param lá para comer os ovos e os filhotes dos passarinhos nos ninhos. São predadores, apesar daquela beleza", disse Lula, ainda nos comentários a respeito dos tucanos.Em seguida, ele engatilhou o ataque político" São predadores. E o que fizeram ao Brasil foi exatamente isso. É só vocês olharem o que fizeram em oito anos neste Estado (Pará) e no Brasil. Analisem o resultado, qual foi o tratamento que a população pobre teve? Eles se contentaram em governar o Brasil para 35 milhões", disse Lula.Inteligência e diabo"Nós comemos o pão que o diabo amassou durante dois anos. O Brasil estava quebrado, a economia não exportava. Porque os tucanos imaginavam o seguinte: esse Lula é um torneiro mecânico, não vai dar certo. Se os doutores tiveram dificuldades, como é que ele vai dar certo?", disse Lula. "Eles cometeram uma barbaridade. Eles confundem anos de escolaridade com inteligência", atacou Lula.Em seguida, Lula fez os seus já conhecidos auto-elogios. "Eu tinha um compromisso com minha inteligência. Hoje, a inflação, que era um demônio, nós pisamos no pescoço dela. A bichinha está sufocada", disse Lula. "Vamos ter uma reserva monetária de U$ de 77 bilhões e um superávit comercial de U$ 44 bilhões", continuou o presidente.CervejinhaPara fazer propaganda de um de seus programas, como o Farmácia Popular, Lula usou como exemplo o ministro da Defesa, Waldir Pires, que é hipertenso. "O Waldir Pires disse que gasta R$ 60 por mês com remédios", contou Lula. "Eu disse: ´Ô Waldir, você é ministro de meu governo. Vá à farmácia popular de Salvador e em vez de você gastar R$ 60, gasta R$ 6. Economiza R$ 54 e vai tomar uma cervejinha, que somos filhos de Deus e também temos direito". O público delirou.Era início da tarde e boa parte tomava uma cervejinha, comprada numa das barraquinhas montadas na divisa dos bairros Sacramenta e Pedreira, periferia de Belém, onde foi realizado o comício. "Pelo amor de Deus, a vida não é só discurso, não é só trabalho. A vida é também prazer, alegria", disse Lula, para completar seu conselho de que, se economizar, a pessoa deve tomar uma cervejinha, mesmo que seja hipertenso como Waldir Pires e que, ao ingerir álcool, pode complicar a doença.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.