Lula e Alckmin fizeram "dois monólogos paralelos", segundo Maia

O prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia (PFL), no seu comentário sobre o debate de quinta-feira, no SBT, entre o candidato a reeleição Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB), disse que os dois inauguraram uma nova forma de debate: "dois monólogos paralelos" e alfinetou o presidente: "A equipe do Lula não acredita mesmo nele. Entregou tudo escrito para ele ler. E ele lê mal. Embrulhou tanto os números que ninguém entendeu nada. E quando improvisava era uma tragédia, como no caso da agricultura. Depois de 4 anos como presidente, Lula não conseguir tratar de nenhuma função de governo naturalmente é triste".Maia disse ainda que "Geraldo mais uma vez ganhou o debate. Mas do ponto de vista eleitoral tanto fez, tanto faz. Se não há a bala de prata, fica por isso mesmo. Quem ia votar em um ou outro continua votando. Como este ex-Blog adiantou ontem (quinta), Geraldo baixou a ponta do nariz e falou sem arrogância".O prefeito também comentou que "Lula tocou um realejo e foi em frente. E com a certeza que perdeu o debate, mas que isso não muda nada. Este Ex-Blog cumprimenta a única virgem desta campanha até agora: a política externa. Ninguém trata dela. Chávez continua fora do debate, para a alegria de Lula".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.