Lula e Alckmin têm visão preconceituosa do Nordeste, diz Heloísa

A senadora Heloísa Helena, candidata do PSOL à Presidência da República, acusou Lula e Geraldo Alckmin de terem "uma visão preconceituosa e inaceitável em relação ao povo do Nordeste". Falando "quase que diariamente para a imprensa que o Nordeste é dele". "Isso nos obriga a ajudar o povo do Nordeste a arrancar a seca dos currais eleitorais daqueles que ousam tentar ser donos das mentes e corações do Nordeste", disse neste sábado em Natal, no encerramento de quatro dias de campanha pelos Estados da região.Heloísa acusou seus rivais de "alardearem" que têm boa intenção de votos no Nordeste, "porque aqui tem pessoas com pouca capacidade de conhecimento e de entendimento". "Eu sei que o Nordeste não é curral eleitoral de ninguém", prosseguiu. "Eu, como nordestina e sertaneja, estou muito bem acostumada a - com minhas próprias mãos de mulher e mãe -, arrancar as cercas eleitorais. Estou aqui para isto", insistiu, reconhecendo que tem o pior desempenho nas pesquisas da região.Questionada sobre seu crescimento nas pesquisas, ironizou: "Nem diga isso, porque esses homens já estão neuróticos. Estou muito feliz com o crescimento, mas por favor não mande matar, nem mande fazer nada, porque está demais. A reação de algumas personalidades políticas, especialmente do governo, tem sido de uma perversidade que só não machuca nossos corações porque estamos acostumados a enfrentar as dificuldades e os gigantescos obstáculos."Segundo avaliação da candidata, a atitude dos governistas teria ultrapassado a "posição reacionária, arrogante e intolerante" e passado para a mentira. "Mas não quero bater boca com os empregadinhos ministros do presidente Lula", atacou, cobrando "debate franco e democrático com o patrão deles".Além da disparidade de estrutura da campanha, a senadora reclamou da diferença de tempo na televisão para seus adversários e disse que aposta nos debates para poder ser vista e expor suas idéias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.