Lula é o porta-voz do mito Lula, diz ex-ministro

O aumento, manutenção ou redução dos votos para uma reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no segundo turno dependem menos das alianças que fizer e mais dele mesmo e da sua imagem, na opinião do decano do Instituto de Estudos Políticos e Sociais (Iepes) e ex-ministro de Ciência e Tecnologia, Hélio Jaguaribe. "Lula é o porta-voz do mito Lula", disse em entrevista à Agência Estado."Há acordo de todos os analistas que Lula era o favorito e perdeu votos porque o escândalo do dossiê afetou a própria imagem do presidente e atingiu sua credibilidade. É difícil prever o que vai acontecer daqui para frente", disse.PhD em ciência política pela Universidade de Mainz, na Alemanha, e ex-professor das universidades americanas Harvard, Stanford e MIT, Jaguaribe avalia que a questão mais importante agora é o comportamento dos eleitores de Lula. Se Lula mantiver os eleitores que votaram nele no primeiro turno, mesmo que a maioria dos que votaram em Heloísa Helena (PSOL) e Cristovam Buarque (PDT) prefiram o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, Lula deve se reeleger.Jaguaribe acha que "não terá nenhuma influência" na eleição presidencial o apoio do candidato ao governo do Rio mais votado no primeiro turno, senador Sérgio Cabral (PMDB), a Lula. Da mesma forma, minimiza o efeito que o ex-governador do Rio, Anthony Garotinho, posso ter ao apoiar Alckmin. "A influência do Garotinho se reduz a bolsões do interior".Segundo o cientista político, "Cabral está apoiando Lula, com o objetivo de atrair para o segundo turno o apoio do Crivella (terceiro candidato mais votado para governador, bispo Marcelo Crivella, do PL, aliado de Lula) contra a Denise Frossard (candidata do PPS)".Sobre política externa, Jaguaribe declarou ter a impressão de que caso Alckmin seja eleito, "será mantida a ênfase no Mercosul, mas não a ênfase na América do Sul como um todo". Como o Mercosul é parte da América do Sul, argumenta, "os efeitos práticos disso em quatro anos serão pequenos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.