Lula evita comentar crescimento de Heloísa Helena

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva evitou comentar o crescimento nas pesquisas da candidata do PSOL, Heloísa Helena. "Eu não discuto as pesquisas. Não tenho por hábito discutir pesquisas. Ele disse que pretende fazer uma campanha eleitoral com maior envolvimento de militantes, mais eventos na rua e menos viagens. Em rápida entrevista, ao chegar para encontro com prefeitos de 11 partidos em um hotel de Brasília, Lula ressaltou a importância do trabalho dos militantes petistas. "Uma campanha deve ser muito mais militante, com mais gente na rua e que a gente possa viajar menos ou precise viajar menos", afirmou. Lula descartou a hipótese de tirar licença da Presidência da República para se dedicar exclusivamente à campanha. "A princípio, eu descarto por uma razão simples: o cargo de presidente é o mais importante em qualquer País do mundo e é imprescindível que você o exerça em sua plenitude", disse. "Eu não posso privilegiar uma campanha em detrimento de um mandato".O presidente disse estar se acostumando com a idéia de disputar novamente a Presidência. "Fui candidato muitas vezes e agora perdi um pouco o hábito de ser candidato." Ele ressaltou que fará campanha nos intervalos do trabalho no Planalto. Antes da entrevista, Lula, dirigindo-se a um de seus assessores, brincou: "A gente não pode ficar falando porque agora tem leitura dos lábios".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.