Lula ganha direito de resposta contra Alckmin

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) garantiu nesta segunda-feira, 23, ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva direito de resposta por supostas ofensas veiculadas na propaganda do tucano Geraldo Alckmin. Com a transmissão do direito de resposta, Alckmin perderá um minuto de seu programa.A propaganda contestada pela coligação que apóia a candidatura de Lula afirmava que o presidente manda nos ministros, na Polícia Federal e no PT. E indagava: "Por que ele não manda revelar de onde veio o dinheiro?" O dinheiro referia-se à quantia apreendida com petistas às vésperas do primeiro turno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.