Lula indica que irá favorecer desenvolvimentismo, diz <i>FT</i>

O jornal Financial Times afirmou na edição desta terça-feira que as primeiras indicações são de que o segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva "vai favorecer aqueles que lideraram a ala desenvolvimentista de seu primeiro mandato sobre aqueles que favoreciam a ortodoxia fiscal". O diário britânico cita a polêmica declaração no domingo do ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro: "A era Palocci acabou". Segundo o FT, um enfraquecimento da ortodoxia também foi sinalizado por reportagens na imprensa brasileira que afirmam que o Banco Central poderá não ser mais subordinado diretamente ao presidente da República.O jornal observa que essa situação somente ficará mais clara dentro de algumas semanas, com o presidente escolhendo seus ministros após as negociações com os principais partidos do Congresso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.