Lula ironiza fiscalização do TCU, Ministério Público e da oposição

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou o fato de ter ganho uma das 20 mil lunetas adquiridas pelo Ministério da Ciência e Tecnologia destinada a escolas públicas para ironizar atos de fiscalização contra seu governo.

Tânia Monteiro / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

27 de maio de 2010 | 00h00

"Estamos em ano político e vão dizer: o ministro deu uma luneta para o Lula. Luneta comprada para as crianças. Pronto, já está o Lula processado. Já está o Ministério Publico atrás da minha luneta. Já está o Tribunal de Contas procurando qual crime que eu cometi. E já está a oposição convocando a CPI da luneta e daí fica tudo paralisado", disse Lula, provocando risos da plateia na abertura da Conferencia Nacional de Ciência e Tecnologia. "Aprendemos a vencer essas barreiras com humor."

Lula voltou a criticar grevistas, inclusive das universidades públicas, lembrando que, no seu tempo de sindicato, no primeiro dia de paralisação já perdiam direito ao descanso remunerado. "Agora (os grevistas) faltam três meses e recebem tudo", reclamou. "Isso não é greve, é férias."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.