Lula: ''Nem Serra acredita na ligação do PT com Farc''

Em Caetés, presidente diz lamentar que tucano, 'que já foi vítima de mentiras e leviandades', use esse instrumento para atacar partido

Angela Lacerda, O Estado de S.Paulo

24 de julho de 2010 | 00h00

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ontem que nem o candidato José Serra (PSDB) acredita na ligação do PT com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). "É bobagem", afirmou Lula, durante visita a Caetés (PE), sua cidade natal.

"As pessoas podem não gostar do PT, ter divergências com o PT, mas achar que o PT tem ligação com as Farc é não conhecer sequer a história do Foro de São Paulo, que coordenamos por mais de dez anos e as Farc nunca tiveram participação." O presidente fez referência ao foro criado em 1990 por iniciativa do próprio Lula, após um encontro com o então presidente cubano Fidel Castro, que falou da necessidade de promover encontros de partidos e organizações de esquerda na América Latina.

Lula afirmou que lamenta as declarações de Serra. "Lamento. Um homem que tem o passado que Serra tem e que foi muitas vezes vítima de mentiras e leviandades esteja utilizando instrumento de que já foi vítima para atacar o PT."

Ao falar da sucessão presidencial, Lula disse a candidata do PT, a ex-ministra Dilma Rousseff, "está muito mais preparada". "Dilma está no ponto", afirmou.

Localizada a 252 km de Recife (PE), Caetés tem 26 mil habitantes. A moradora Marina Vieira Pereira da Silva refere-se ao presidente como "pai Lula". "Para a gente, Lula é tudo", ressaltou Maria Vicente Ferreira, de 76 anos. "Aqui estamos com Dilma."

O presidente foi ovacionado quando disse que adotou "o critério Lula" para incluir Caetés no programa "um computador por aluno". Foi a primeira vez que ele foi a o município do agreste pernambucano desde que assumiu a Presidência, em janeiro de 2003. A última visita havia ocorrido em novembro de 2002 como presidente eleito.

Lula e o ministro da Educação, Fernando Haddad, fizeram a entrega simbólica de 20 computadores para quatro escolas públicas de Caetés. O projeto prevê a entrega de 150 mil computadores para 300 cidades brasileiras. O presidente ficou emocionado durante discurso de uma aluna beneficiada pelo programa. Damires Raquel Lopes disse que Lula era um exemplo vivo e a prova de que ela conseguiria ir além de seus limites.

Lula reuniu-se com 50 parentes que moram na região. O encontro foi animado pelo cantador Mourinha do Forró, que tocou a música O Menino que Virou Presidente, de sua autoria.

Caravanas. Antes da escala em Pernambuco, Lula visitou pela manhã Feira de Santana (BA), onde disse ter vontade de retomar as caravanas pelo do Brasil e de expandir as viagens à África e à América Latina. "Vou deixar a Presidência daqui a cinco meses, mas vou continuar viajando pelo País, vou continuar fazendo caravana", afirmou. "Também quero passar o que aprendemos aqui para o continente africano, porque devemos muito à África."

Lula destacou a necessidade de ajudar também a América Latina a se desenvolver. "Quero levar os ensinamentos que aprendi para outras pessoas mais carentes que a gente", declarou.

Lula discursou para cerca de 3.500 pessoas, na abertura do 2º Congresso da Agricultura Familiar, promovido pela Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Brasil (Fetraf-Brasil/CUT). No evento, prometeu que até o fim do mandato o País vai ter acumulado 14,5 milhões de novos empregados com carteira assinada em seu governo.

O presidente participou da entrega de 440 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida no bairro periférico de Conceição. Ali, garantiu que seu governo vai cumprir a promessa de contratar a construção de 1 milhão de casas do projeto até o fim do ano. E assegurou que o programa Minha Casa, Minha Vida 2 abrangerá 2 milhões de imóveis. De Feira de Santana, Lula voltou, de helicóptero, para Salvador, de onde embarcou para Garanhuns (PE). / COLABOROU TIAGO DÉCIMO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.