Lula pede a fazendeiros que denunciem trabalho escravo

Também no seu programa de rádio, o presidente da República também tratou da morte dos fiscais do trabalho de Unaí, Minas Gerais e afirmou: "Quero dizer ao povo brasileiro que é constrangedor, em pleno século XXI estarmos aqui debatendo uma coisa que já acabou em 1888, com a lei que aboliu a escravidão. Lamentavelmente ainda no Brasil temos o trabalho escravo?. Segundo ele, para se acabar com isto, é preciso uma fiscalização muito dura do governo. ?E estamos fazendo isto. O que queremos é que quem souber onde tem trabalho escravo comunique ao governo, comunique a Delegacia Regional do Trabalho ou a polícia da cidade, porque nós precisamos colocar na cadeia os empresários que ainda não sabem que acabou a escravidão no Brasil?, disse.O presidente aproveitou para dizer àos parentes dos quatro fiscais que morreram em Unaí, Minas Gerais, que o governo vai cuidar com carinho das famílias, sobretudo das crianças. ?Vamos garantir bolsas de estudos para as crianças até que elas terminem a universidade. Vou mandar uma lei ao Congresso Nacional e vamos dar a eles o mesmo tratamento que demos aos trabalhadores que morreram na base de Alcântara, no Maranhão, no ano passado. É o mínimo que podemos fazer para garantir o futuro dos filhos de trabalhadores que morreram servindo ao nosso País". Lula prosseguiu: "Eu disse ao ministro Ricardo Berzoini, que se os fiscais estão incomodando alguns fazendeiros que não querem respeitar a lei, nós vamos colocar mais fiscais. Seremos intransigentes na perseguição daqueles que praticam o trabalho escravo no Brasil. Nós colocamos o que existe de melhor da Polícia Federal, porque pode demorar um mês, seis meses, mas vamos pegar este assassino ou estes assassinos, e se tiver mandantes, vamos pega-los também?. É preciso que os bons fazendeiros, os bons empregadores também denunciem o trabalho escravo, porque, senão, a sociedade fica confundindo e pensando que todos estão envolvidos com isto. São poucos os que praticam o trabalho escravo, e nós achamos que todas as pessoas de bem do País que tiverem uma notícia a respeito devem fazer a denuncia, pois nós precisamos banir qualquer trabalho escravo no Brasil".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.