Lula pede que negociações com grevistas continuem

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva desembarcou em Washington por volta 22h30 de sexta-feira (no horário de Brasília), em um clima marcado pela preocupação com o desdobramento da crise dos controladores de vôo. Lula - que se encontra neste sábado com o presidente George W. Bush - saiu do Recife, onde o avião presidencial fez uma escala, por volta da 13 horas, quando a paralisação dos controladores era apenas uma ameaça.Durante o vôo para os Estados Unidos, foi informado do agravamento da situação e recomendou que as autoridades do governo não interrompessem as negociações com os rebelados. Ao desembarcar em Washington, ele telefonou imediatamente para o Palácio do Planalto para obter informações mais precisas sobre a crise. Lula preferiu não falar com os jornalistas que o aguardavam, mas deverá dar uma entrevista na manhã deste sábado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.