Lula pede ''sensatez'' na decisão sobre retorno de Delúbio

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem que o PT deve julgar "com a sensatez possível" a refiliação do ex-tesoureiro Delúbio Soares, expulso do partido em 2005, no auge da crise do mensalão, e afirmou que ele é "é um cidadão comum até que se prove o contrário".

, O Estado de S.Paulo

28 Abril 2011 | 00h00

"Ninguém pode condenar uma pessoa a priori", disse Lula, no 8º Congresso Nacional dos Metalúrgicos, em Guarulhos. Questionado diretamente sobre a volta de Delúbio ao partido, respondeu: "Não aprovo nem desaprovo. Não sou do Diretório Nacional, ninguém me consultou e não estarei na reunião para votar."

O retorno de Delúbio aos quadros do PT é um dos temas da reunião que começa amanhã. O ex-tesoureiro conta com o apoio de nomes como a senadora Marta Suplicy (SP). / RODRIGO RODRIGUES, DA RÁDIO ESTADÃO ESPN

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.