Lula promete enfrentar violência no Rio com medidas duras

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva prometeu nesta quinta-feira à bancada federal do Rio de Janeiro (deputados e senadores de todos os partidos) que vai enfrentar o problema da violência naquele Estado com medidas duras. "Eu vou enfrentar o problema com medidas duras, como ninguém nunca enfrentou", disse o presidente, segundo relato do senador Bispo Crivella (PL). Antes disso, Lula havia constatado: "Há um grave distúrbio civil e da ordem pública no Rio de Janeiro". O presidente disse que tem uma dívida de gratidão com o Estado. "Puxa, tive 78% dos votos no Rio. Foi o Estado em que mais tive votos, proporcionalmente. Sou vascaíno e torço pelaBeija-Flor. Podem ficar tranqüilos que o presidente vai cuidar pessoalmente do Rio", teria dito o presidente, ainda conforme relato do senador pelo PL. Lula prometeu que a União trabalhará de forma conjunta com o governo estadual para resolver o problema da violência. Conforme relataram os participantes do encontro, ao mesmo tempo em que ouviu os pedidos de ajuda para o Estado, Lula falou das dificuldades financeiras e orçamentárias que o governo federal enfrenta este ano.Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.