Lula quer liberar FGTS para vítimas de enchentes

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou hoje pela manhã, no seu programa de rádio "Café com o Presidente" que está "estudando com a Caixa Econômica Federal (CEF), a possibilidade de liberar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço(FGTS) das vítimas das enchentes, para que elas possam reformar as suas casas". Lula disse que é contra também a construção ou reforma das residências no mesmo local da enchente, e que vai tratar disto com prefeitos e governadores dos Estados atingidos pelas enchentes, "assim que as chuvas passarem". Ele contou que também foi vítima de enchentes: "Eu tenho muita experiência de tratar de enchentes, pois fui vitima delas durante bom tempo de minha vida. Eu sei o que perder fogão, geladeira. Vi ratos passando dentro da água, correndo para se salvar. Sei o que é tirar as pessoas mais idosas, quando elas estão com a água até o pescoço. É uma vida muito dura. Fico chocado quando vejo a água entrar na casa de uma pessoa". Lula disse que no combate as enchentes "é preciso uma ação combinada de investimento em saneamento básico, de investimento em habitações em lugares mais adequados, de canalização de córregos?. ?Na viagem que fiz ao Nordeste, garantimos algumas coisas. Primeiro que não iria faltar alimentos para ninguém; que ninguém iria ficar isolado; de que não faltaria remédio; e que não faltaria água potável para ninguém. Estes quatro pontos estamos cumprindo à risca".Ele disse às pessoas atingidas pelas enchentes "tanto em Petrolina, como em Juazeiro da Bahia, ou em Terezina, no Piauí, que o governo vai esperar as chuvas passarem, para sentar com prefeitos e governadores?. ?Vamos começar a discutir como vamos construir as casas. Não vamos reformar ou construir as casas nos mesmos lugares das enchentes?. Segundo o presidente, é preciso tirar as pessoas dos locais das inundações, que as prefeituras dêem terrenos, que os governos estaduais façam a urbanização, e que o governo federal financie as casas para estas. ?Eu estou estudando com a Caixa Econômica Federal a possibilidade de liberar o FGTS das vítimas das enchentes, para que eles possam reformar as suas casas. Temos de fazer o que for possível, o que estiver ao nosso alcance, para que a gente possa minimizar o sofrimento das pessoas. Eu já acordei com uma enchente dentro de casa, com um metro de água dentro de casa. Depois que passa a chuva, voce fica com 30 centimetros de lama dentro de sua casa, e você tem de tirar. É uma coisa muito díficil", contou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.