Lula questiona a quem interessa "melar" o processo eleitoral agora

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva questionou, durante entrevista nos bastidores do lançamento da Central Internacional de Compra de Medicamento da ONU, a quem interessa atrapalhar o processo eleitoral brasileiro. Lula classificou de abominável o processo de elaboração de dossiês."Eu já participei de muitas eleições e estive em situações altamente desfavoráveis. Em nenhum momento eu utilizei qualquer tipo de denúncia contra qualquer candidato, mesmo quando tinha gente achando que a gente deveria fazer. O último caso foi o das Ilhas Cayman quando eu preferi entregar aos acusados o chamado dossiê.""Por que alguém iria querer me ajudar a fazer um ato insano destes?", perguntou. "É importante lembrar que aqueles que estão me acusando agora queriam que eu não participasse da reeleição. Faz dois anos que eles dizem que vão criar todo tipo de confusão para evitar que nosso governo tenha o resultado que está tendo.""A mim, como presidente da República, cabe investigar a fundo quem tiver envolvido, doa a quem doer. Todo mundo que conhece meu comportamento sabe que eu acho abominável este tipo de comportamento na política", acrescentou. "Vou fazer a Policia Federal ir a fundo para saber o que aconteceu. Não posso permitir ou aceitar que façam qualquer insinuação contra o governo", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.