Lula recebe Wagner e ironiza ACM pela derrota na Bahia

O presidente Luiz Inácio lula da Silva recebeu, na manhã desta terça-feira, no Palácio do Planalto, o governador eleito da Bahia, Jaques Wagner (PT). No gabinete presidencial, depois que fotógrafos e cinegrafistas registraram seu encontro com o governador eleito, o presidente fez ironia com o senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), considerado o grande derrotado por Wagner nas eleições na Bahia com a vitória sobre o pefelista Paulo Souto, integrante do grupo carlista."Agora, vocês vão lá, no Senado, fotografar o ACM, para ver como está a cara dele", disse Lula.Presente à audiência, a esposa de Wagner, Maria de Fátima Carneiro de Mendonça, fez com os dedos, voltada para fotógrafos e cinegrafistas, um "L" de Lula, mas o próprio presidente a demoveu do gesto. "Não pode, não pode", advertiu Lula, referindo-se ao fato de que a legislação não permite propaganda eleitoral em prédios e áreas públicas. Do encontro de Lula e Wagner participou também o candidato derrotado a deputado federal pelo PT de Brasília Sigmaringa Seixas.Agenda conflitanteA Secretaria de Imprensa da Presidência que o presidente Lula foi ao Palácio do Planalto, no período matutino, no intuito de continuar com os cumprimentos telefônicos aos governadores eleitos. O presidente do PT, Ricardo Berzoini, chegou a ir a outro palácio, o da Alvorada, mas sequer desceu do carro. De lá seguiu para o Planalto, onde, ao que tudo indica, deve ter sido recebido pelo candidato-presidente.A confusão em torno das agendas de Lula, como presidente e candidato, começou desde a noite de segunda: a Secretaria de Imprensa divulgou às 19h55 a primeira agenda, incluindo os compromissos do candidato no Palácio da Alvorada (o presidente do PT, Ricardo Berzoini, às 10 horas e Jaques Wagner às 11 horas).Mais tarde, a secretaria mandou outra agenda, solicitando o cancelamento da primeira e incluindo apenas os compromissos já agendados para a tarde. Ao mesmo tempo, o comitê de campanha do candidato Lula divulgava os compromissos desta manhã para o Palácio da Alvorada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.