Lula reconhece que governo investiu pouco em tecnologia

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reconheceu nesta terça-feira que o governo federal não investiu o que deveria em ciência e tecnologia. Em discurso durante reunião do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia, no Palácio do Planalto, ele destacou, no entanto, que o gasto total de R$ 10 bilhões neste ano no setor supera o volume investido em anos anteriores. "Nós sabemos que na política não se faz o que quer. Mas muitas vezes se faz o que pode."Diante das críticas de cientistas divulgadas na imprensa e em seminários, o presidente se comprometeu no discurso a garantir mais verbas para a área. "É preciso colocar mais dinheiro em ciência e tecnologia, fazer mais universidades e escolas técnicas e melhorar o ensino fundamental", reconheceu.No balanço que fez de ações no setor entre 2003 e 2005, Lula, porém, destacou avanços no setor. Ele ressaltou que, de janeiro a dezembro, o governo terá investido um total de R$ 10 bilhões em ciência e tecnologia. Só neste ano, segundo ele, serão formados 10.600 doutores no País. O número de bolsas concedidas em ciência e tecnologia chegará a dez mil. "Estamos longe de fazermos tudo o que o Brasil necessita, mas já demos passos importantes em ciência e tecnologia."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.