Lula se diz confiante; Alckmin prevê vitória da "ética"

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva votou nesta manhã em São Bernardo e disse estar confiante na vitória no primeiro turno. Em uma entrevista tumultuada para mais de 150 jornalistas, do Brasil e de outros países, Lula foi breve. "Estamos confiantes que o Brasil tem um destino traçado, o País tende a continuar crescendo e a vida do povo tende a continuar melhorando", declarou.Já o principal candidato da oposição, Geraldo Alckmin, da coligação PSDB/PFL à presidência da República, afirmou que "a ética vai vencer a corrupção nessas eleições". A declaração foi feita após o candidato votar, em um colégio do Morumbi, na capital paulista. A possibilidade de realização de um segundo turno entre Lula e Alckmin ganhou novo alento com as pesquisas eleitorais divulgadas no sábado.Falando sobre o pedido de impugnação de sua candidatura apresentado pelo PT, o candidato tucano ironizou: "Para o PT, Lula já havia ganho esta eleição" e agora "o PT quer impugnar minha candidatura, mas vou até o fim com as sandálias da humildade".Além da primeira dama, o presidente Lula contou com a companhia do candidato do PT ao governo paulista, senador Aloizio Mercadante, do candidato a reeleição ao Senado, Eduardo Suplicy e do ministro do Trabalho, Luiz Marinho. Lula deixou o colégio no ABC seguindo diretamente para o Aeroporto de Congonhas, de onde partiu para Brasília. Segundo os assessores da campanha petista, o presidente permaneceria durante o dia no Palácio da Alvorada, onde acompanha o transcorrer das eleições. Já Alckmin pretendia acompanhar os votos dos candidatos do PSDB ao governo de São Paulo, José Serra, e de Minas Gerais, Aécio Neves.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.