Lula vai assinar MP liberando R$ 1,6 bi para vítimas das chuvas

Dinheiro será destinado às vítimas das enchentes em vários Estados; presidente sobrevoa Santa Catarina

Leonencio Nossa, de O Estado de S. Paulo,

26 de novembro de 2008 | 14h13

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinará ainda nesta quarta-feira, 26, uma medida provisória para liberar R$ 1,6 bilhão para ações em áreas atingidas pelas chuvas, especialmente em Santa Catarina. A informação é do porta-voz da presidência, Marcelo Baumbach. Antes, após um almoço com ministros do Tribunal Superior do Trabalho, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, tinha anunciado que a MP a ser assinada ainda nesta quarta disponibilizaria R$ 1,18 bilhão para ações em áreas atingidas pelas chuvas, especialmente em Santa Catarina.   Na tarde desta quarta, Lula sobrevoa as áreas atingidas pelas chuvas em Santa Catarina. Do total de R$ 1,6 bilhão, segundo o porta-voz, pelo menos R$ 679 milhões estão previstos para Santa Catarina, Estado mais atingido pelos temporais. Ainda nesta quarta, segundo o porta-voz, o Ministério do Planejamento dará detalhes sobre a origem dos recursos alocados para ações emergenciais para as regiões atingidas pelas enchentes. De acordo com assessores do governo, boa parte destes recursos foi obtida com a realocação de verbas do orçamento.       Veja também: Seis cidades decretam estado de calamidade Lula sobrevoa áreas atingidas nesta quarta Temporão anuncia R$ 100 milhões para medida de socorro BRs-376 e 101 são parcialmente liberadas População pode consumir água de piscinas Cerca de 80 mil imóveis continuam sem luz Chuva deve continuar até sexta-feira Banco do Brasil anuncia ajuda a clientes de Santa Catarina Força Nacional de Segurança segue nesta tarde para SC Defesa Civil abre conta para doações Tragédia em Santa Catarina  Veja galeria de fotos dos estragos em SC   Número de vítimas deve subir  Para governador, será preciso muito recurso  Morador de Blumenau relata a situação          Baumbach informou ainda que o Ministério da Fazenda fará um aporte específico de R$ 370 milhões para o governo de Santa Catarina , por meio de títulos públicos. Do total de R$ 1,6 bilhão previsto na medida provisória, serão destinados R$ 720 milhões para Defesa Civil em todo o País, R$ 350 milhões para a recuperação de portos catarinenses, R$ 280 milhões para a recuperação de estradas (R$ 129 milhões para Santa Catarina), R$ 150 milhões para as Forças Armadas e R$ 100 milhões para o setor da saúde em Santa Catarina.   A Medida Provisória será publicada em edição extra desta quarta do Diário Oficial da União. Até o momento, os estados mais atingidos são Santa Catarina, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.   Pela manhã, Lula esteve com o presidente russo Dmitri Medvedev, que prestou condolências ao Brasil pelas vítimas em Santa Catarina. Os dois presidentes participaram de cerimônia há pouco no Palácio Itamaraty no Rio de Janeiro.   (Com informações de Adriana Chiarini, de O Estado de S. Paulo.)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.