Lula vence em 19 Estados e Distrito Federal

O resultado da eleição presidencial mostrou um Brasil menos dividido no segundo turno. Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceu em 20 Estados; Geraldo Alckmin (PSDB) ficou na frente em sete. Lula avançou sobre o Acre, Rondônia, Goiás e Distrito Federal, onde havia perdido no primeiro turno; quase empatou no Paraná (50,75% para Alckmin contra 49,25% do presidente reeleito) e tirou grande diferença em São Paulo, reduzindo a vantagem de Alckmin para pouco mais de 1 milhão de votos. No primeiro turno, Alckmin obteve dos paulistas 3.835.935 votos à frente de Lula. Alckmin conseguiu a proeza de ter menos votos no segundo turno do que no primeiro.No Amazonas, onde teve a maior vitória no primeiro turno (78,06% a 12,45%), Lula conseguiu crescer mais. Obteve 86,80% da votação, contra 13,20% do tucano. No Maranhão, onde no primeiro turno teve 75,50% dos votos, Lula cresceu para 84,63%. Em Minas Gerais, o segundo maior colégio eleitoral do Brasil, Lula tornou a vencer Alckmin. No primeiro turno, ele obteve 50,8%; no segundo, deu um salto para 65,19%. Minas foi o Estado que Alckmin mais visitou na campanha para o segundo turno.Em Goiás, o maior colégio eleitoral do Centro-Oeste, Lula deu uma virada. No primeiro turno, obteve 40,17% dos votos, contra 51,5% de Alckmin. Agora, conseguiu 54,78% e o tucano, 45,22%. No Distrito Federal, Lula tinha conseguido 37,05% dos votos no primeiro turno e Alckmin 44,11%. No segundo turno, Lula teve na capital 56,96%. Seu adversário ficou com 43,04%. Na Bahia, onde aconteceu a maior surpresa do primeiro turno, com a vitória do petista Jaques Wagner, Lula obtivera 66,65% dos votos. No segundo, subiu para 78,12% e Alckmin obteve 21,88%. No Rio de Janeiro, Lula teve 49,18% dos votos no primeiro turno; no segundo, deu um salto de mais de 20 pontos porcentuais, alcançando 69,69% dos votos. No Pará, onde o PT elegeu Ana Júlia sua quinta governadora, Lula obteve 51,78% dos votos no primeiro turno, contra 41,59% de Alckmin. No segundo turno, Lula cresceu para 60,18% dos votos; Alckmin teve 39,82%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.