Lula volta a Brasília e entra no Alvorada como ''convidado''

Trinta e nove dias depois de entregar a faixa presidencial a Dilma Rousseff, descer a rampa do Palácio do Planalto, lançar-se à multidão e retomar a vida não oficial em São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reapareceu ontem em Brasília, onde participa hoje da festa de 31 anos do PT.

, O Estado de S.Paulo

10 de fevereiro de 2011 | 00h00

Sem as benesses dos tempos de Presidência, Lula embarcou num voo comercial, que pousou no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek às 16h26, 14 minutos antes do previsto. Sentou-se na poltrona 9C, acompanhado da mulher, Marisa Letícia. "Cheguei na aeronave, guardei a mala e quando olhei pra frente, vi, nossa!, o presidente", disse a advogada Ana Carolina, que votou no petista em 2006.

Segundo o médico Alexandre Lopes, que se sentou na fileira anterior à do ex-presidente, Lula foi simpático e tirou fotos com a tripulação. "Conversou mais sobre política do que sobre futebol." Ao contrário dos demais passageiros, Lula não desceu pela área de desembarque, onde a imprensa o aguardava. Seguiu para o hotel Meliá Brasil 21, um dos mais luxuosos da cidade - com diárias que vão de R$ 350 a R$ 700. No mesmo local estava hospedado o tucano José Serra, mas os dois não se encontraram.

À noite, Lula e Marisa foram ao Palácio do Alvorada jantar com Dilma, acompanhados dos ministros Antonio Palocci (Casa Civil) e Gilberto Carvalho (Secretaria Geral), além do presidente do PT, José Eduardo Dutra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.