Lutador se entrega a polícia por agressão em boate

O lutador Fábio Lustosa de Araújo Primo, de 23 anos, se entregou ontem à Justiça. Ele é acusado de espancar o promotor de eventos Flávio Cremona, de 28 anos, e teve prisão preventiva decretada na segunda-feira pelo juiz Leonardo de Castro Gomes, do 2.º Tribunal do Júri, por tentativa de homicídio agravada por motivo fútil.Primo se apresentou ao Plantão Judiciário, no fórum, durante a madrugada e foi encaminhado à carceragem da Polinter, na zona portuária. Segundo testemunhas, no dia 9, o praticante de luta livre agrediu Cremona com socos e chutes na cabeça na boate Dito & Feito, no centro. Cremona, que conversava com a ex-namorada do lutador, foi internado na Unidade de Terapia Intensiva de uma clínica da zona sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.